Bolsonaro controla todo o tempo de TV e rádio.

O Senado autorizou na terça-feira, 21, uma proposta que permite que emissoras de rádio e TV vendam ou distribuam todo o seu conteúdo

Alguns dizem que a política favorece as igrejas evangélicas, informa a Folha de S. Paulo.

A medida, redigida pelo deputado dos Republicanos da Bahia, Alex Santana, foi adotada simbolicamente em ata.

Agora Bolsonaro deve aprovar o plano.Três condições devem ser atendidas para aprovação.

Primeiro, o produtor de conteúdo deve restringir a publicidade comercial a 25% do tempo total de programação.

As concessionárias e permissionárias devem regular a qualidade da programação de terceiros para fins educacionais e culturais